PROFESSOR

PAULO CESAR

PORTAL DE ESTUDOS EM QUÍMICA
 

DICAS PARA O SUCESSO NO VESTIBULAR: AULA ASSISTIDA É AULA ESTUDADA - MANTER O EQUILÍBRIO EMOCIONAL E O CONDICIONAMENTO FÍSICO - FIXAR O APRENDIZADO TEÓRICO ATRAVÉS DA RESOLUÇÃO DE EXERCÍCIOS.

Home
Bico de Bunsen
Teor de Álcool na Gasolina
Segurança no Laboratório
Potenciais Redox
Eletrólise
Equação de Arrhenius
Propriedades Coligativas
Titulação do Amoníaco
Reações Químicas
Titulação do vinagre
Preparo de NaOH
Cinética Química
Reatividade de Metais
Lei de Graham
Equipamentos de Laboratório
Relatório

 

PREPARO DE SOLUÇÃO DE NaOH

horizontal rule

    INTRODUÇÃO
 

    DEFINIÇÃO DE ARRHENIUS.

Em 1884, Arrhenius definiu um ácido como uma substância contendo hidrogênio que produz íons hidrogênio em solução e uma base como uma substância contendo hidróxido que produz íons hidróxido em solução. A neutralização foi descrita por Arrhenius como a combinação destes íons para formar água:

H+(aq) + OH-(aq) ® H2O

Isto está de acordo com a observação de que quando uma solução diluída de HCl, HBr, HI, HNO3 ou HClO4 é misturada com uma solução diluída de NaOH, KOH, RbOH, Ba(OH) ou La (OH)3, o calor de neutralização  molar,DHneut, é sempre o mesmo: - 55,90 kJ por mol de água formada (isto é, 55,90 kJ de calor são liberados por mol). Os ácidos acima são todos fortes (completamente dissociados) e as bases são todas fortes, de maneira que, não importa qual par ácido-base escolhido, a reação é a mesma: a combinação de um íon hidrogênio com um íon hidróxido para formar uma molécula de água.

    DEFINIÇÃO DE BRONSTED-LOWRY. 

Em 1923, Bronsted na Dinamarca e Lowry na Inglaterra, independentemente, sugeriram uma definição ácido-base. A definição de Bronsted-Lowry é uma definição protônica. De acordo com ela, ácido é uma espécie que tende a doar um próton e base é uma espécie que tende a aceitar um próton. Além disso, uma reação ácido-base é uma reação de transferência de prótons. A definição de Bronsted-Lowry é bastante geral em muitos aspectos. O HCl, por exemplo, é um ácido em solução aquosa, de acordo com a definição de Arrhenius. Mas, também, o HCl é um ácido de Bronsted-Lowry em qualquer outro solvente, mesmo quando não está presente nenhum outro solvente. Ele é um ácido simplesmente porque pode doar um próton.

De acordo com a idéia de Bronsted-Lowry, uma reação ácido-base envolve a competição por um próton entre duas bases. Quando, por exemplo, o cloreto de hidrogênio se dissolve em água, uma molécula de HCl (um ácido) doa um próton a H2O (uma base) para formar H3O+ (um ácido) e Cl- (uma base):

HCl(g)    +    H2O    ®    H3O  +    Cl-

Ácido1 + base2     ®   ácido2   +  base2

Prótons (H+) não aparecem explicitamente. Em seu lugar, a equação apresenta um ácido transferindo um próton para uma base formando uma base conjugada e ácido, respectivamente. Na equação acima, HCl e Cl- constituem um par ácido-base conjugados, e H2O e H3O+ são o outro par.

    DEFINIÇÃO DE LEWIS.

Uma definição de ácido-base ainda mais abrangente foi sugerida pelo químico americano G.N. Lewis em 1923, mesmo ano em que Bronsted-Lowry fizeram suas proposições. De acordo com Lewis, ácido é uma espécie com um orbital vazio capaz de aceitar um par de elétrons, enquanto base é uma espécie que pode doar um par de elétrons para formar uma ligação covalente coordenada. Em resumo, ácido é um receptor de par de elétrons e base é uma doador de par de elétrons. Toda reação ácido-base de Lewis consiste na formação de uma ligação covalente coordenada.
 

    MATERIAL UTILIZADO
 

-    Pêra de borracha.
-    Balança.
-    Bagueta.
-    Erlenmeyer de 250 mL.
-    Balão volumétrico de 250 mL.
-    Becker de 250 mL.
-    Espátula.
-    Pipeta graduada de 2 ou 5 mL.
-    Hidróxido de sódio sólido (NaOH).
 

    PROCEDIMENTO
 

    PREPARO DA SOLUÇÃO CONCENTRADA DE NaOH.
 

1 -    Tarar um Becker de 250 mL e, dentro dele pesar 50 g de NaOH.

2 -    Adicionar 250 mL de água, lentamente e sob agitação.

3 -    Deixar esta solução em repouso, coberta por um papel ou rolha, durante 24 horas.

4 -    Esta solução é de aproximadamente 5 mol/L de NaOH.
 

    PREPARO DA SOLUÇÃO 0,1 N DE NaOH.

1 -    Calcular o volume da solução 5 mol/L de NaOH necessário para preparar 250 mL da mesma solução, porém, 0,1 mol/L.


 

Sendo: N = 0,1 N
              E = 40 g
              V = 250 mL :  1000 = 0,25 L     

2 -    Adicionar água destilada ao balão para homogeneizar. Quando estiver próximo do menisco acertar gota a gota.    

3 -    Fechar o balão e homogeneizar muito bem a solução.

4 -   Transferir o conteúdo para frasco de polietileno, rotular convenientemente e em seguida lavar o balão

 

Home | Bico de Bunsen | Teor de Álcool na Gasolina | Segurança no Laboratório | Potenciais Redox | Eletrólise | Equação de Arrhenius | Propriedades Coligativas | Titulação do Amoníaco | Reações Químicas | Titulação do vinagre | Preparo de NaOH | Cinética Química | Reatividade de Metais | Lei de Graham | Equipamentos de Laboratório | Relatório

Este site foi atualizado em 19/01/11