PROFESSOR

PAULO CESAR

PORTAL DE ESTUDOS EM QUÍMICA
 

DICAS PARA O SUCESSO NO VESTIBULAR: AULA ASSISTIDA É AULA ESTUDADA - MANTER O EQUILÍBRIO EMOCIONAL E O CONDICIONAMENTO FÍSICO - FIXAR O APRENDIZADO TEÓRICO ATRAVÉS DA RESOLUÇÃO DE EXERCÍCIOS.

Home
Contaminação_nitrito
Tório
Acidente Nuclear no Japão
Biologia Química
Correção da tabela periódica
Sonho dos Alquimistas
Bisfenol
Morte por CO
Contaminação por Polônio
Bóson de Higgs
Novo Tratamento da Malária
Novo Tratamento para o Mal de Parkinson
Descoberta Antimatéria
Fitoplancton
Elemento 112
Nescafé
Nova Tabela Periódica
Elemento 117

 

TÓRIO: NOVA FONTE DE ENERGIA NUCLEAR

 

Conheça o movimento a favor da substância, que seria mais abundante e segura que o urânio

Uma usina chinesa já utiliza urânio em conjunto com o tório.

Quando o assunto é energia nuclear, vários argumentos impedem que esse tipo de fonte seja mais aproveitado: há pouco urânio na Terra, as usinas ocupam muito espaço e o material resultante é muito perigoso. Mas e se outra substância pudesse pular esses obstáculos e continuar gerando altas quantidades de energia?

A bola da vez é o tório (nomeado em homenagem a Thor, deus nórdico dos trovões), elemento químico representado pelo símbolo Th e pelo número atômico 90. Fundada recentemente, a Weinberg Foundation é a principal responsável por espalhar palavras de incentivo sobre a substância.

Segundo o The Guardian, o tório é mais abundante na Terra do que o urânio, sendo encontrado em rochas e solos especiais. Além disso, os reatores das usinas seriam muito menores – e mais seguros – que os atuais. Por fim, o lixo atômico produzido seria perigoso por um tempo, mas depois seria inútil até mesmo para a produção de armas nucleares.

O elemento possui alguns pontos negativos, como o baixo aproveitamento (pouco da energia do reator transforma-se em elétrica), mas o grupo de suporte da Weinberg Foundation não parece desistir da ideia. Pelo jeito, ainda vamos ouvir falar muito do tório por aí.

Segundo os cientistas, o mundo está se deparando com uma necessidade de energia que dificilmente será coberta pelas fontes renováveis atualmente sendo pesquisadas. Embora seja quase unânime na comunidade científica o fato de que a energia nuclear ainda é a melhor opção para a substituição do petróleo na geração de eletricidade, as restrições ambientais a essa solução são cada vez mais fortes.

É aí que entra o tório, um elemento encontrado na natureza principalmente na forma do mineral bastnaesita. A China provavelmente gostou das notícias, já que possui mais da metade das reservas mundiais de tório. O Brasil possui apenas 1%, com o tório, juntamente com o urânio, compondo o mineral conhecido como terras raras.

A empresa norte-americana DBI anunciou que está na fase final de desenvolvimento de um reator de tório - o coroamento de um esforço de pesquisas que já dura 30 anos. O Brasil já teve um grupo de pesquisadores tentando construir um reator de tório, mas as pesquisas foram encerradas quando o país assinou com a Alemanha um convênio nuclear que deveria resultar na construção de 10 usinas nucleares.

"Há décadas, os cientistas ao redor do globo têm reconhecido a utilidade do tório como combustível, mas a tecnologia e a economicidade para fazer uma transição para o tório não existiam", disse Hector DAuvergne, fundador da DBI. "Hoje nós estamos no limiar do desenvolvimento de um reator onde o tório poderá não apenas substituir gradualmente os combustíveis fósseis como a fonte de energia mundial, mas também a própria energia nuclear."

Embora também seja radioativo - estando muito longe das fontes alternativas de energia realmente limpas - o tório produz menos danos do que o urânio. As maiores vantagens, segundo os cientistas, estão nas possibilidades de se reduzir a toxicidade dos resíduos das usinas e a maior simplicidade do ciclo do combustível nuclear.

Thorium's conversion process in a reactor  

This is a natural process that goes on continuously as the reactor runs.  A few neutrons are lost in the process.  That's why an average of 2 1/2 neutrons are necessary to keep the process running.

 

Resumindo temos:

 

Home | Contaminação_nitrito | Tório | Acidente Nuclear no Japão | Biologia Química | Correção da tabela periódica | Sonho dos Alquimistas | Bisfenol | Morte por CO | Contaminação por Polônio | Bóson de Higgs | Novo Tratamento da Malária | Novo Tratamento para o Mal de Parkinson | Descoberta Antimatéria | Fitoplancton | Elemento 112 | Nescafé | Nova Tabela Periódica | Elemento 117

Este site foi atualizado em 07/07/12